PME INVESTIMENTOS (PORTUGAL 2020-2030)

PME INVESTIMENTOS (PORTUGAL 2020-2030)

A CRN-Contabilidade aborda neste blog o PME Investimentos (Portugal 2020-2030) que se caracteriza como sendo uma sociedade do setor empresarial financeiro e que pertence ao Estado Português, sendo assim supervisionada pelo Banco de Portugal. O principal objetivo desta sociedade é promover a dinamização da oferta de financiamento a empresas cujo setor principal é não financeiro e alargar assim as ofertas de financiamento.

O financiamento de capital para as empresas é uma mais-valia pelo facto de não existirem restrições ao montante de investimento (ao contrário do que acontece nos investimentos bancários cujos limites são impostos pelos balanços dos bancos); Este financiamento permite às empresas o acesso a um financiamento livre, na medida em que as empresas não necessitam de ser detentores de ativos tangíveis que são considerados como garantias (como muitas vezes são exigidos pelos financiamentos obtidos pelas entidades bancárias); A nível de taxas de juro, neste tipo de financiamento as taxas de juros aplicadas à emissão da dívida no mercado de capitais geralmente é inferior à taxa de juro aplicada ao crédito do banco. As empresas possuem também a opção de escolha de possuir a cobertura de um analista financeiro que acompanhará a empresa na tomada de decisões em variadas matérias, nomeadamente no que diz respeito a notações de risco de crédito.

Apesar das vantagens o financiamento das PME neste tipo de mercado também pode apresentar algumas desvantagens, nomeadamente a nível de assimetrias de informação, enviesamentos comportamentais, custos diversos (como jurídicos e de assessoria e encargos com auditoria às contas).

PME Investimentos disponibiliza às empresas variados apoios, tais como linhas de crédito, fundos de capital de risco, fundos revitalizar, o FACCE e o Business Angels.

A CRN – Contabilidade está inteiramente ao seu dispor para esclarecimento de dúvidas relativo a este tema, contacte-nos ou efetue um Pedido de Reunião .

 

 

 

Apoios Portugal 2020-2030

 

Neste artigo iremos abordar o programa Apoios Portugal 2020-2030 . Este programa consiste numa parceria entre Portugal e a Comissão Europeia, cujo objetivo é definir os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, territorial e social a ser promovido em Portugal entre 2014 e 2020 e que conta com a participação de cinco Fundos Europeus Estruturais e de Investimento.  Com a implementação destas medidas prevê-se o estímulo do crescimento e da criação de postos de trabalho, na expetativa de aumentar as produções, apostar em estratégicas inteligentes e sustentáveis, com especializações científicas e tecnológicas a fim de aumentar a economia.

Este programa divide-se em 4 áreas de atuação:

  • Incentivo à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico

Destinatários: Socidades ou outras entidades no ambito de I&D

Como concorrer: Projetos individuais ou em copromoção (alíneas a) e b) do n.º 1 do Artigo 63.º do RECI) da tipologia I&D Empresas

Candidaturas:  1ª fase: De 15 julho 2021 a 31agosto 2021 | 2ª fase: De 31 agosto 2021 a 31outubro 2021 |3ª fase : De 31outubro 2021 a 31dezembro 2021

 

  • Incentivo à Inovação Produtiva

Destinatários: PME e Grandes Empresas

Como concorrer: São considerados projetos que envolvam a criação de um novo estabelecimento; Aumento da capacidade de um estabelecimento já existente; A produção de um espaço deve ser diversificado em produtos nunca fabricados anteriormente; Globalizaçao do processo de alteração sendo fundamental num estabelecimento existente

Candidaturas até: 20 setembro 2021

 

  • Incentivo à Internacionalização e Qualificação das PME

Destinatários: PME

Como concorrer: São considerados projetos que envolvam a contratação de mão-de-obra qualificada; Aquisição de hardware e software; Despesas relacionadas com o marketing e comunicação

Candidaturas até: aguarda abertura

 

  • Incentivo à Produção Nacional

Destinatários: Micro e pequenas empresas

Como concorrer: Projetos que visem a expansão e modernização (exemplos: obras, aquisição de equipamentos, softwares e hardwares)

Candidaturas até: aberta em algumas zonas do país

 

 

 

 

 

 

SI INOVAÇÃO (Acesso a Fundos)

 

Neste artigo iremos abordar o programa de Incentivos Portugal 2020 nomeadamente SI Inovação (Acesso a Fundos), este programa tem como prioridades a promoção da competitividade entre territórios portugueses, com foco nas cidades e zonas de baixa densidade; visa reforçar a integração das pessoas sob risco de pobreza e eliminar zonas de exclusão social, investir na educação não excluindo a formação avançada assim como medidas e iniciativas que tenham como objetivo a empregabilidade; estimular a produção de bens e serviços em Portugal e fora de Portugal, garantindo a internacionalização da economia e o perfil qualificado na especialização economia em portuguesa.

Este programa conta com diversos incentivos, destacando-se 4 grandes áreas:

  • SI Inovação (Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial)

São valorizados neste tipo de incentivo os projetos que envolvam o desenvolvimento da área de marketing, tais como sofisticação de marketing, grau de controlo da distribuição e do marketing, entrada em mercados de alta competitividade e com alto nível de rendimento e com principal foco o cliente e a construção de uma base com fortes bases e notoriedade no mercado. Assim como projetos que priorizem domínios criativos e inovadores, criação de novas empresas em variados setores reconhecidos com alta e média alta tecnologia.

  • SI Qualificação e Internacionalização

Objetivos: Internacionalização das PME e Qualificação das PME.

  • SI Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (IDT)

Tipo de projetos considerados: Individuais e em Co-Promoção

  • Vales Simplificados

Subdividem-se em Vale Empreendedorismo; Vale Internacionalização; Vale Investigação e Desenvolvimento (I&D); Vale Inovação; Vale Indústria 4.0

Importante referir que este último sistema de incentivo (Vale Indústria 4.0) tem como principal objetivo apoiar PME que valorizem a digitalização das empresas, apostando fortemente na vertente digital quer através da criação de páginas na internet, aposta em marketing, realidade aumentada, contratação de serviços, inteligência artificial ou rápida procura nos principais motores de busca.

 

PORTUGAL 2020

 

Realizado por Filipa Martins - Licenciada em Contabilidade